Carro é Arma


O desrespeito a vida deve ser algo intolerável.
Parece que as pequenas crueldades, maldades do dia-a-dia vão nos deixando anestesiados.
Já nem nos incomodamos mais coma falta de respeito, com a falta de educação, com a falta de amor.

Mas ao assistir o vídeo do indíviduo acelerando e atropelando mais de 30 ciclistas pelas costas, eu desacreditei.
Pra quem ainda não sabe, essa barbárie aconteceu na última sexta dia 25 em Porto Alegre. Durante uma tradicional passeata da Bicicleta (Massa Critica). O nome do Criminoso é Ricardo Neis, 47anos, e trabalha no Banco Central.


Vejam o vídeo, é assustador!


A Massa critica é  um movimento onde ciclistas se juntam para reivindicar seu espaço nas ruas.
Ela é formada por pessoas de todas as idades, crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos que luta por um trânsito mais HUMANO, mais GENTILEZA, mais RESPEITO. Tanto que um dos slogans das pedaladas em Porto Alegre têm sido: “Mais amor, menos motor.” 

E com isso não só os ciclistas, mas todas as pessoas são beneficiadas.
Eu mesma já participei de várias bicicletas em São Paulo. E digo com propriedade que os participantes são gentis com todos que compartilham as ruas.
Agora o criminoso alegar que agiu em legítima defesa é a mais absurda mentira.
Esso argumento me lembra bem o da Rota de São Paulo (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) que atirava pelas costas ou nas axilas, (quando o “suspeito” estava de mãos para o alto) e dizia que era em legítima defesa.

Segue a baixo alguns links de matérias sobre o tema, para quem quiser ficar a par da situação.
Mas é preciso se posicionar!
Se quem cala consente, o povo brasileiro é o mais obediente, aceita tudo.

Eu fico cada vez mais assustada com certos indivíduos que agem dessa forma.
Pior ainda é quem é conivente.
Se a policia não faz justiça, vamos pressioná-la a fazer.

Ou eu faço parte de um outro tipo de ser humano, ou esse criminoso faz.
Porque no meu mundo, na minha consciência esse ato é inaceitável.
Somos de espécies diferentes.

O criminoso ( Ricardo Neis) ainda está no tempo das cavernas, onde impera a lei do mais forte.
Onde ciclistas não são seres humanos, são obstáculos.
Ele não só infrigiu a lei do trânsito, como a lei moral, a lei de cavaleiros ( atacou pelas costas) como ainda a lei humana.


Ontem teve Bicicletada Extra em homenagem as vítimas da tentativa de assassinato no trânsito em São Paulo e em Porto Alegre.
Vamos acompanhar de perto.

O que disseram:

Renata Falzoni ESPN: O Monstrorista de Porto Alegre

Marcelo Tas:  blog
Vá de Bike: Como foi a manifestação de apoio aos ciclistas de Porto Alegre
Terra : ciclistas negam versão da defesa
 Alexandre Garcia : comenta atropelamento de 20 ciclistas em Porto Alegre


4 comentários:

Vëëh disse...

Gostei muito do seu post, e até fiz um no meu blog ontem sobre o acontecido.
Do jeito que estamos indo não há como continuar, e é necessário conscientizar a população.

Noubar Sarkissian Junior disse...

é realmente pra deixar qualquer se humano (da espécie a qual pertencemos) indignado...

Parabéns pelo texto e pela divulgação de um fato que, como vc bem disse, não pode ser tomado como corriqueiro, banal, etc (por causa de nosso estado caoticamente anestesiado)

Marilia disse...

Ele foi preso, hoje. Basta saber se vai continuar preso. Espero sinceramente que sim. É assustador imaginar que há seres como esse soltos por aí.

Tati disse...

Pois, é!

Vamos contar com a justica.
Mas com os olhos bem abertos

Postar um comentário